Poodle: curiosidades sobre raça

O Poodle é uma raça dócil, brincalhona, muito carinhosa e popular no Brasil. Uma das principais características dessa raça é a pelagem fofinha e enrolada, sendo facilmente reconhecida.  

São cachorros de porte pequeno a grande, sendo mais comuns os de porte pequeno.


Temperamento 

O temperamento desse cãozinho é de fácil convivência, eles são ótimos companheiros e se apegam facilmente ao tutor, buscando estar a todo tempo juntinho, o que requer atenção. 

Os poodles são dóceis e fazem amizade com facilidade, adoram brincar com cães, crianças e até mesmo gatos. São inteligentes, amigáveis, aprendem comandos rapidamente, e adoram brincar. 

Esses cãezinhos se adaptam rapidamente, o que ajuda no processo de ambientação ao novo lar e família.  

Apesar da pelagem fofinha, essa raça não apresenta muita queda de pêlos. Exceto em épocas de troca de pelagem, onde é normal a queda. 


Origem e curiosidades

A origem da raça poodle é incerta, pesquisadores relatam a possibilidade de ter sido na França ou na Alemanha. 

Poodle vem da palavra alemã "Pfütze", que significa poça de água, o que remete ao fato dessa raça gostar tanto de água e serem excelentes nadadores.

Além da origem do nome, foi na Alemanha o registro do primeiro poodle gigante. 

Essa raça é antiga, estando presente em pinturas e esculturas feitas há mais de 400 anos. Apesar disso, a raça só foi reconhecida pelo American Kennel Club (um dos maiores clubes de registro genealógico de cães) em 1887.  

Ao contrário de algumas raças, a cor da pelagem do poodle permanece a mesma desde filhote até a fase adulta.  

Outra curiosidade é que devido ao fácil adestramento e inteligência da raça, os poodle são famosos dançarinos, estando presentes em apresentações desde o século XVI. 

Inclusive, essa raça ganhou uma música em homenagem, feita por Beethoven, que era tutor de um poodle. 


Cuidados 

Além dos cuidados padrões, como ração específica para a raça e idade. Podemos citar a vacinação conforme a prescrição veterinária, a tosa, e os cuidados com a pelagem. 

A escovação dos pêlos uma vez na semana evita a formação de nós, que ao serem coçados criam feridas.

Por isso, acrescente a rotina de cuidados a escovação. 

Outro cuidado é em relação às unhas do pet, que precisam estar devidamente cortadas, pois isso evita que o mesmo se machuque. 

Passeios e brincadeiras são essenciais, principalmente para essa raça brincalhona.

Portanto, uma dica é acrescentar a listinha de compras brinquedos e jogos mentais, o que irá gastar a energia do cão, o mantendo saudável, e também, estimulará a inteligência. 

Por último, um item indispensável é referente a segurança do pet. Adquirir um pingente anti fuga, possibilita que o animalzinho seja encontrado rapidamente. Isso ocorre porque o pingente contém um QR code, que ao ser escaneado envia a localização do pet para o tutor. 

Outra forma de encontrar o pet é por meio do aplicativo FugaPet.

O aplicativo é gratuito, e nele é possível cadastrar o cão, com informações importantes como: nome, raça, cor, tamanho. 

Além de proteger o seu cão, o aplicativo contém uma timeline de fugas.

Assim, é possível ver todos os pets que fugiram, e ajudar os tutores a encontrá-los. O aplicativo notifica quando um pet fugiu próximo de você, o que auxilia a encontrar o animalzinho rapidamente.  

Saiba mais como evitar fugas, clique aqui