Cuidados com o pet: como evitar fugas

Escolher ter um animal de estimação envolve muita responsabilidade e cuidados. Dentre os cuidados com o pet podemos destacar: alimentação correta, segurança, proteção, acompanhamento veterinário, tosa e banho, passeios e muito mais. 


Dentre os cuidados citados, selecionamos proteção e segurança. 



Como proteger o seu pet?


Uma das responsabilidades de um bom tutor é zelar pela proteção do seu pet, principalmente quando são filhotes. Dessa forma, o uso de telas em janelas, proteção em escadas e portas são essenciais. 


Evitar fugas é outra forma de proteger o seu animalzinho, e você pode fazer isso com o uso de aplicativos e pingentes antifuga. 


Por exemplo, no aplicativo FugaPet você cadastra o seu pet com várias informações relevantes como: nome, raça, cor, tamanho e local onde mora. Caso o seu pet fuja, é só acionar no aplicativo, o qual irá notificar as pessoas que estão no aplicativo e moram perto do local da fuga. 


Dessa forma, é possível localizar o pet com mais facilidade e rapidez. O aplicativo é gratuito e está disponível para sistema android e ios. 


Outra forma de proteção é o uso do pingente antifuga. Esse pingente é colocado na coleira do pet, e contém um QR code que ao ser escaneado envia uma notificação para o tutor com a localização. 


Assim, o tutor sabe onde encontrar o seu cão ou gato perdido. 


Dentre as vantagens do pingente antifuga, podemos citar: não necessita de bateria ou outra forma de carregamento, não perde a função ao entrar em contato com água, preço acessível. 




Formas de segurança para o pet 


Além dos cuidados com fuga e acidentes, podemos citar como segurança o cuidado com objetos dispostos na casa. 


Muitos animais de estimação passam a maior parte do dia sozinhos, o que facilita acidentes, como, por exemplo, a intoxicação alimentar


Por isso, colocar determinados objetos em locais não acessíveis ao pet é importante, um exemplo é a lixeira, a qual pode ter tampa e ser colada em locais altos. 


Além da lixeira, cuide com os alimentos, procure mantê-los em armários e geladeira. Evitando que o pet tenha acesso e coma, o que pode causar desconfortos intestinais e em casos mais sérios, intoxicação. 


Fora esse cuidado com a alimentação, é importante observar quais objetos podem machucar o animal, como objetos pontiagudos ou possíveis quedas. 


Se a sua casa ou apartamento contém escadas, uma opção importante é a proteção ou impedir que o pet tenha acesso aos degraus. Isso evita quedas e acidentes. 


Saiba quais outros cuidados ter para evitar fugas, clique aqui